Ministro Paulo Guedes abre reunião de ministros de Comércio do Brics em Brasília

O ministro da Economia, Paulo Guedes, abriu a 9ª Reunião de Ministros de Comércio do Brics nesta segunda-feira (11/11), em Brasília. Realizada em preparação à XI Cúpula do Brics, que ocorrerá em Brasília na terça (13/11) e na quarta-feira (14/11), a reunião de ministros tratou de temas discutidos ao longo do ano pelo Grupo de Contato sobre Temas Econômicos e Comerciais (CGETI, na sigla em inglês), criado em 2012 e que, no Brasil, é copresidido pelos ministérios da Economia e das Relações Exteriores. Ao fim do encontro desta segunda, um Comunicado Conjunto foi divulgado.

Acesse  Comunicado conjunto sobre a 9ª Reunião de Ministros de Comércio do Brics

No documento, os representantes dos países que formam o Brics – Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul – destacam que, num cenário de “incertezas e perda de impulso na economia mundial, que afetam perspectivas de comércio global”, o Brics desempenha importante papel como “plataforma de cooperação que pode melhorar as oportunidades de comércio e investimento”.

O documento reitera o total apoio ao sistema de comércio multilateral baseado em regras, com a Organização Mundial do Comércio (OMC) em seu núcleo. O comunicado enfatiza ainda ser “ essencial que todos os membros da OMC evitem medidas unilaterais e protecionistas, contrárias ao espírito e às regras da organização”.

O comunicado  também destaca os avanços relacionados a políticas públicas e estruturas legais para o comércio eletrônico e ressalta a necessidade da intensificação do compartilhamento de experiências nacionais sobre o tema.

Assinaram o documento conjunto os ministros da Economia, Paulo Guedes, do Comércio e Indústria da Índia, Piyush Goyal, do Comércio e Indústria da África do Sul, Ebrahim Patel; e também os vice-ministros do Desenvolvimento Econômico da Rússia, Azer Talybov, e  do Comércio da China, Wang Shouwen.  

Cúpula

A XI Cúpula, que tem como tema “Brics: crescimento econômico para um futuro inovador”, será realizada no Palácio do Itamaraty, sede do Ministério das Relações Exteriores. É a segunda vez que a cúpula ocorre em Brasília. A primeira foi em 2010.

Os países que formam o Brics representam, juntos, cerca de 42% da população, 30% do território, 23% do Produto Interno Bruto (PIB) e 18% do comércio mundial.