Depois de áudio polêmico sobre prisão em segunda instância, assessoria de Gaguim alega que fala foi editada

Chegou ao Antagonista e já ganhou compartilhamento em milhares de grupos do WhatsApp um áudio enviado pelo deputado federal Carlos Henrique Gaguim, do DEM Tocantins, afirmando que a PEC que tramita na Câmara dos Deputados, para tornar constitucional a prisão em segunda instância “não passa nem aqui, nem na china”.

 “Eles estão falando que o primeiro que vai em segunda instância é o nosso presidente Rodrigo. E aí? E os nossos líderes? E nós? Gente que não deve nada sendo aí acusado sem prova, sem nada”.

As declarações do deputado seriam parte de uma discussão no grupo do partido, direcionadas a Arthur Maia, da Bahia, que é favorável a matéria.

No corpo de nota enviada à imprensa, a assessoria do parlamentar alegou que o áudio foi editado e as colocações de Gaguim “foram retiradas da coerência”.

Nota

Sobre o áudio divulgado pela imprensa, o deputado federal Carlos Henrique Gaguim (DEM/TO), esclarece que a sua fala está totalmente fora de contexto, e que se tratava de um diálogo em grupo parlamentar onde são debatidos vários temas de forma despretensiosa. O deputado reforça que não fez nenhum juízo de valor, lamenta que suas colocações foram retiradas da coerência e que o áudio foi cortado, já que não consta toda a conversa. O deputado reafirma sua plena confiança na liderança e na lisura do deputado Rodrigo Maia na condução das matérias que tramitam na Casa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *