Refugiados em Palmas, venezuelanos ‘preocupam’ vereadores

Durante a sessão ordinária dessa quinta-feira (21) na Câmara Municipal a situação de refugiados venezuelanos que chegaram a Palmas instigou o debate entre os vereadores.

 Filipe Martins (PSC) iniciou o assunto defendendo que a prefeitura de Palmas providencie vacinas para anteder o grupo que foge da crise econômica e social na Venezuela. “ O que mais tem causado preocupação é com a saúde destes refugiados. Solicito atenção especial da Secretaria de Saúde do município para imunizar os que ainda não tomaram as vacinas. Fico preocupado porque recebi informações que, nos postos de saúde, não está havendo vacinas”.

Líder da prefeita, a vereadora Laudecy Coimbra (SD), retrucou: “As vacinas são mandadas pelo governo federal e estadual para o município. O que pode estar acontecendo é a questão de logística, porque muitas das vezes falta em um local e sobra em outro”. 

Já o vereador Diogo Fernandes (PSD) alertou para a demanda ‘urgente’ de empregos para atender os novos moradores de Palmas. “Os venezuelanos vieram atrás de emprego e renda, mas Palmas é uma cidade administrativa, com os postos de trabalho principalmente no poder público. Que a situação da Venezuela nos sirva de lição, onde o governo que não se preocupa com o setor produtivo, que não incentiva os jovens a serem empreendedores. Isso pode levar um país a falência. E nós, não vamos deixar acontecer o mesmo com a gente num futuro próximo”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *