Polícia prende homem suspeito de planejar ataque contra Bolsonaro em Minas

Um homem de 25 anos foi preso em Três Corações, no Sul de Minas, enquadrado na Lei de Segurança Nacional por ser suspeito de ameaçar solenidade com a presença do presidente Jair Bolsonaro. O evento ocorreu na última sexta-feira (29), na escola de sargentos Max Wolf Filho e também controu com as presenças do vice General Mourão e da primeira-Dama Michele Bolsonaro.

O serviço de inteligência, depois da abordagem, constatou que havia ameaça a Bolsonaro e que, em um vídeo publicado nas redes sociais, o homem estaria analisando a situação para poder bolar seu plano e acertar o presidente na hora em que ele chegasse ao batalhão. Nas postagens, também, ele teria dito que estaria infiltrado no Exército. 

Segundo o boletim de ocorrência, em conversa e sem constrangimento, o homem declarou ser de esquerda e disse que prestava serviço em uma terceirizada de limpeza que atende à unidade militar, que realizou as filmagens e fotografias por ironia e inconformismo político, por ser de esquerda. Ele disse que não integra nenhuma entidade de classe.

Ainda de acordo com o boletim, ele fazia vídeos dentro do quartel menosprezando o Exército. Segundo a polícia, as publicações foram excluídas da rede social.

Con informações de Edilene Lopes/Rádio Itatiaia