Hemocentro Coordenador de Palmas mantém aprovação acima de 93% dos pacientes e doadores

Uma pesquisa divulgada nesta quarta-feira, 22, pela Hemorrede Tocantins, mostra que o Hemocentro Coordenador de Palmas obteve 99,3% de aprovação dos doadores de sangue e 93,9% de aprovação dos pacientes com doenças do sangue que frequentam a instituição. Este é o terceiro ano consecutivo que a unidade mantém a aprovação, um resultado que demonstra a manutenção da qualidade do serviço. A avaliação considera diversos aspectos, dentre eles, informação, atendimento, alimentação, limpeza e organização do serviço.

A pesquisa, realizada mensalmente, ouviu um total de 3.664 doadores de sangue (1.720 doadores entrevistados no Hemocentro Coordenador de Palmas, 1.689 doadores entrevistados na Unidade de Coleta de Palmas e 255 doadores entrevistados na Unidade Móvel) e 452 pacientes atendidos no Ambulatório de Hematologia de Palmas. Foram entrevistados aproximadamente 32% dos doadores de sangue e 22% dos pacientes atendidos com doenças do sangue.

As áreas que mais se destacaram positivamente no Hemocentro Coordenador foram coleta de sangue e copa do doador; na Unidade de Coleta de Palmas foram triagem clínica, coleta de sangue, copa do doador e limpeza do ambiente. Esses serviços foram avaliados como “ótimo” por mais de 90% dos entrevistados. O ambulatório de hematologia se destaca pelo atendimento na recepção, dos profissionais de saúde e pelas explicações recebidas nos atendimentos.

O Hemocentro Coordenador de Palmas também obteve desempenho “excelente” na avaliação anual de 2019, realizada pelo Programa Nacional de Controle de Qualidade do Ministério da Saúde.

Em linhas gerais, a pesquisa de satisfação funciona como um importante instrumento para medir a qualidade do serviço prestado e também para ouvir a opinião dos clientes e segundo a Superintendente da Hemorrede, Pollyana Gomes “o resultado positivo demonstra um esforço coletivo por parte de todos os servidores e também o compromisso dos gestores na manutenção da qualidade do serviço”, afirmou, acrescentando que “vale ressaltar que houve críticas e sugestões de melhoria e que a Instituição apresentou plano de ação para corrigir os problemas mais pontuados”.

Fonte: Governo do Estado