Produtor cultural busca apoio do governo para a produção de filme no Tocantins

O produtor cultural de Brasília, Nilson Rodrigues, esteve reunido com superintendente de cultura, Álvaro Júnior, nesta sexta-feira, 30, na sede da Agência de Desenvolvimento do Turismo Cultura e Economia Criativa (Adetuc), para tratar sobre o projeto do filme “O Pastor e o Guerrilheiro” que será rodado no Tocantins e Brasília, em janeiro de 2020, e previsto para ser lançado no segundo semestre de 2020.

A equipe de produção do longa-metragem, se encontra no Estado realizando levantamento para as locações do filme nas cidades de Araguaína, Caseara, Araguatins, Xambioá, além de realizar a seleção de atores e produtores, técnicos do audiovisual tocantinense.

No encontro, o produtor solicitou o apoio do governo do estado em relação a infraestrutura, licenças ambientais necessárias, dentre outros. “Iniciamos nossa visita, primeiramente, na Adetuc para levantarmos e informações e orientações que nos ajudarão na produção cinematográfica”, explicou Nilson Rodrigues.

“O governo do Estado tem grande interesse em apoiar esses trabalhos, pois ajudam a divulgar e promover os osatrativos turísticos e culturais, e também contribui para a valorização da classe artística local e demais profissionais, além de gerar emprego e renda pelas cidades onde o filme será rodado”, destacou Álvaro Júnior.

Filme

O Pastor e o Guerrilheiro – é uma obra inspirada em uma história real, que se passa nas décadas de 1960, 1970 e na viradas do milênio, nos últimos dias de 1999. O longa-metragem narra uma história que envolve amor, religiosidade, ideologia, obstinação e compromissos.

O filme será dirigido pelo premiado diretor José Eduardo Belmonte e participará de festivais de cinema no Brasil e no exterior, além de ser lançado comercialmente em salas de cinema de todo o país, além de televisões abertas, a cabo e em plataformas digitais.

Fonte: SECOM/TO