Em visita a Angra dos Reis, ministro do Turismo conhece projetos turísticos da cidade

O Ministério do Turismo deu mais um passo rumo à revitalização turística de Angra dos Reis (RJ). Nesta segunda-feira (17.02), o ministro Marcelo Álvaro Antônio esteve no município carioca para conhecer mais detalhes de projetos previstos para a cidade e sobrevoar a região. O ministro ainda realizou visitas técnicas a locais estratégicos para o plano de ação que vem sendo desenvolvido em parceria entre os governos federal, estadual e municipal desde agosto de 2019.

No aeroporto de Angra dos Reis, o ministro, acompanhado pelo senador Flávio Bolsonaro e pelo deputado federal Hélio Lopes, assistiu a três apresentações sobre projetos que prometem impulsionar o turismo local: a ampliação da pista do aeroporto e os projetos da Marina Porto São Bento e do Porto de Angra dos Reis.

Vale lembrar que o Ministério do Turismo já empenhou cerca de R$ 15 milhões para obras como a adequação e junção do Cais dos Pescadores e do Cais de Santa Luzia, a iluminação de monumentos históricos e das construções do Píer da Costeirinha, a construção de um centro de convenções, do mirante da praia das Gordas, do polo cultural da Vila Histórica de Mambucaba e do centro de informações turísticas.

“Queremos fazer de Angra dos Reis um dos principais destinos turísticos do país, transformando todo esse potencial em realidade. Para fazer turismo precisamos de acesso, por isso é fundamental requalificar o aeroporto, o porto e as estradas, integrando todos os modais de transporte”, destacou o ministro Marcelo Álvaro Antônio.

As ações integradas entre os governos foram muito elogiadas pelo prefeito de Angra dos Reis, Fernando Jordão. “É a primeira vez que o governo federal manda uma equipe técnica de 12 pessoas para trabalhar conosco. Isso é inédito. O turismo vai ser a grande indústria de Angra. Precisamos transformar toda essa riqueza em progresso para a cidade”, afirmou Jordão, lembrando que as equipes também já realizaram três reuniões em Brasília, a última na semana passada.

Entre as ideias apresentadas na visita desta segunda-feira está a ampliação da pista de pouso e decolagem do aeroporto para 1.300 metros, o que permitiria à cidade receber voos comerciais. De acordo com a concessionária Angra Aeroportos, já há negociações para a criação de voos regulares do Rio de Janeiro, de São Paulo e de Minas Gerais. “No mais tardar em maio será aberta a licitação para realizar a obra na pista. No que depender do governo federal, Angra dos Reis vai viver do turismo. A presença do ministro fala bastante sobre a prioridade que está sendo dada à região”, disse o senador Flávio Bolsonaro.

No centro da cidade, a ideia é requalificar a área urbana por meio da Marina Porto São Bento, complexo que envolve a construção de um terminal de passageiros com capacidade para receber 4 mil pessoas e dois transatlânticos. No total, o projeto prevê 337 mil metros quadrados de novas áreas, sendo 97 mil metros quadrados de área construída e geração de pelo menos quatro mil empregos.

Já na área do porto, o objetivo do projeto apresentado à comitiva do ministro é desenvolver a base offshore, aproveitando a posição estratégica de Angra dos Reis, e construir um novo portal para os turistas. O modelo seguido pela proposta é semelhante ao do projeto de Balneário Camboriú, que terá o primeiro porto com terminal exclusivo de passageiros.

“Investir em turismo é garantia de retorno para a economia. Angra dos Reis tem tudo para ser a nossa Cancún, respeitando o meio ambiente e gerando emprego e renda para a população”, comentou o ministro Marcelo Álvaro Antônio.

PRÓXIMO COMPROMISSO – Entre os dias 9 e 18 de março, o Ministério do Turismo volta a Angra dos Reis para a realização de uma oficina em parceria com o Ministério do Meio Ambiente, a Secretaria do Patrimônio da União (SPU) e a TurisAngra. O encontro faz parte do piloto do Projeto Orla e terá como objetivo oferecer subsídios para a produção de um Plano de Gestão Integrada das orlas, resultando em produtos como um catálogo de investimentos.

Fonte: Ministério do Turismo