Coronavírus fecha Lombardia, na Itália, e leva à escassez de máscaras

Pelo menos 400 pessoas já foram infectadas pelo novo coronavírus na Itália. Dessas, 221 estão em isolamento domiciliar, 128 internados e 36 sob cuidados intensivos. As autoridades italianas já bloquearam vilas com “fronteiras físicas”, impedindo a população de sair.

Na região de Lombardia há mais de 90 casos confirmados e, por isso, a maioria das vilas está fechada. Não se pode entrar na vila de Codogno, por exemplo.

Neste momento, já são escassos os produtos alimentícios e até máscaras de proteção na região.

As autoridades de fiscalização observam preços especulativos na venda de produtos de proteção individual e de desinfetantes, sobretudo pela internet. Há máscaras à venda por 5 mil euros.

O número de mortos continua a ser de 12. Na região de Lombardia, há 11 pequenas vilas fechadas pelas autoridades italianas desde que surgiram os primeiros casos de infecção.

O presidente da região de Lombardia também está, a partir desta quinta-feira (27), de quarentena, uma vez que uma funcionária da administração local é um dos casos confirmados de infecção.

Fonte: Agência Brasil