Projeto proíbe divulgação isolada de vítimas de pandemia

O Projeto de Lei 2662/20 estabelece que, durante pandemias, a divulgação de números oficiais de vítimas da doença em questão, tanto pela administração pública quanto pela imprensa, não será feita isoladamente, mas acompanhada do número de vítimas das outras quatro maiores causas de mortes com meios de contágio e propagação similares, para efeito de comparação.

A proposta tramita na Câmara dos Deputados e foi apresentada pela deputada Alê Silva (PSL-MG). Com a medida, ela espera evitar distorções acerca das informações sobre a pandemia e o pânico na população.

“A iniciativa terá um efeito educativo. Por exemplo, na atual crise de Covid-19, somos bombardeados com números de vítimas e projeções futuras. Os efeitos disso são o surgimento de um sentimento de pânico e o direcionamento do foco de ação governamental e também pessoal apenas para a pandemia, desconsiderando outras doenças tão ou mais letais”, considera. “As pessoas continuam morrendo de dengue e muitas outras causas.”

Alê Silva ressalta que não pretende minimizar a pandemia nem desestimular a sociedade a manter a vigilância, mas apenas mostrar que é preciso enfrentar a Covid-19 juntamente com outras enfermidades que também tiram vidas. “Todas as vidas são igualmente importantes e devem ser protegidas. Uma vida perdida por Covid-19 tem o mesmo peso de uma vida perdida precocemente por quaisquer outros motivos”, justifica.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

2 thoughts on “Projeto proíbe divulgação isolada de vítimas de pandemia

  1. O êxito da Hidroxicloroquina significa uma grande elevação da popularidade do PR. Por isso seus opositores vendem a alma para o diabo para não dar certo.

  2. Êxito em quê??
    Os efeitos da hidroxicloroquina, quanto a sua eficácia contra a Covid-19, NÃO ESTÁ DEVIDAMENTE COMPROVADA.
    Por nenhum centro de pesquisa biomédica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *