O Globo vira piada por notícia tendenciosa sobre movimentação da família Bolsonaro

Já estão passando dos limites as investidas do O Globo para tentar atacar a família do presidente Jair Bolsonaro. Dessa vez, uma matéria tendenciosa e cheia de somas e operações matemáticas suspeitíssimas foi publicada e logo virou alvo de críticas de usuários do Twitter.

Os alvos da matéria eram o senador Flávio Bolsonaro, o vereador Carlos Bolsonaro e duas ex-esposas do presidente, Rogéria Bolsonaro e Ana Cristina Valle.

O primeiro fato a chamar a atenção é que a matéria considerou 24 anos de movimentação financeira de quatro pessoas da família, que teriam movimentado, em média, a “fortuna” de R$ 1.300,00 por mês cada uma. Ou seja, nada demais para pessoas que trabalham e pagam contas todo mês.

O segundo fato foi o “malabarismo matemático” dos autores da matéria, que dobraram o valor inicial a título de “correção monetária”, o que fez a “fortuna” chegar a quase R$ 2,95 milhões de reais, somados os 24 anos.

Não é comum aplicar correção monetária a valores gastos mensalmente com o pagamento de despesas, a não ser que esta “pedalada matemática” produza um título que atraia a atenção e engane os internautas mais desavisados.

Os tuiteiros de plantão perceberam o viés difamatório do conteúdo e foram logo disparando verdades em forma de tuítes.

“Sério estamos lendo matéria porque que a família Bolsonaro movimentou uma meia de 10 mil reais por mês em dinheiro vivo ? Isso é o qué, 2 ou 3 mil reais por cada um deles ? Bora investigar metade da população. Alguém sabe quanto movimentaram os Seres Supremos?”, disse um usuário.

“Nossa em 24 anos??? Será que essa notícia está certo mesmo??? sendo assim não tem nada demais, a família movimentar esse valor.1347”, comentou outra internauta.

“Esquerdista não sabe fazer conta. Nesse visão devo estar na lista da interpol, saio nem de casa!”, ironizou um usuário.