China reconhece eficácia da cloroquina no tratamento de pacientes com Covid19 e passa a recomendar o medicamento

A Comissão Nacional de Saúde da China atualizou, pela primeira vez, suas diretrizes para o tratamento de pacientes com covid19 e passou a recomendar o uso da cloroquina. Entretanto, o uso da hidroxicloroquina (um derivado menos tóxico da cloroquina), bem como o uso da droga em associação à azitromicina foi desaconselhada. As novas recomendações foram publicadas nesta quarta-feira (19) pelas autoridades chinesas.

A cloroquina é conhecida e usada com segurança há décadas no Brasil para evitar e tratar a malária. Seu uso no combate à covid19 é defendido por médicos como o microbiologista francês Didier Raoult, o médico norteamericano Vladmir Zelenko, e pela imunologista brasileira Nise Yamaguchi.

“Alguns medicamentos podem demonstrar um certo grau de eficácia para o tratamento em estudos de observação clínica, mas não existem medicamentos antivirais eficazes confirmados por ensaios clínicos duplo-cegos controlados por placebo”, afirmou a Comissão Nacional de Saúde da China.

A lista de medicamentos antivirais recomendados inclui o interferon, o arbidol e a ribavirina, com a ressalva de que esta última deve ser usada junto com lopinavir ou ritonavir, conforme noticiado pelo South China Morning Post.

A equipe do cientista respiratório chinês, Zhong Nanshan, um dos maiores defensores do medicamento na China, publicou um artigo revisado por pares na National Science Review em maio, afirmando que em um estudo com 197 pacientes, o medicamento contra a malária demonstrou benefícios no tratamento de pacientes com covid19.

A defesa chinesa do uso do medicamento tende a alterar a recomendação da própria Organização Mundial de Saúde, que até então reluta em reconhecer qualquer nível de benefício no uso da cloroquina.

A China não é o primeiro país cujo órgão oficial de saúde recomenda a cloroquina. No Brasil, o Ministério da Saúde incluiu a cloroquina, e seu derivado hidroxicloroquina, no protocolo de tratamento para pacientes com sintomas leves de covid-19.

De acordo com o documento divulgado pela pasta no dia 20 de março, cabe ao médico a decisão sobre prescrever ou não a substância, sendo necessária também a vontade declarada do paciente, com a assinatura do Termo de Ciência e Consentimento.

O presidente Jair Bolsonaro comemorou a notícia. “A nossa cloroquina chegou na China. Vamos ver o que a grande mídia vai falar sobre isso aqui”, disse Bolsonaro em sua live semanal.

Com informações do South China Morning Post

20 thoughts on “China reconhece eficácia da cloroquina no tratamento de pacientes com Covid19 e passa a recomendar o medicamento

  1. A notícia do site Chinês desmente sua publicação. Cloroquina só pra malária. Acho melhor você ler o artigo antes de publicar mentiras.

  2. Minha esposa contraiu a Covid e o tratamento com hidtoxocloroquina, Azitromicina e ivermectina foi eficiente.
    Apesar da baixa imunidade da qual ela é portadora, não houve complicações.

  3. Alguns abutres de plantão gostam apenas de caos. Deveria postar o link de um tirou a opinião. A morte de cada brasileiro estão nessas maos e mentes nefastas. Minha filha usou e se curou, nada e nem nenhuma opinião ideologica ou não vai mudar isso.

  4. Não vou entrar no debate ideológico, mas o caro jornalista não leu a matéria antes. A matéria diz tudo ao contrário do publicado. Aproveite a pós graduação e faça um jornalismo mais sério.

  5. Só consigo ler baboseira até agora. Quem está colocando essa matéria está certo. Agora aparecem tantos especialistas, enquanto o caso é fazer uso daquilo que se tem em mãos. Vamos esperar estudos científicos? Autoridades no assunto já opinaram e pronto!

  6. As pessoas que são contra o uso desse medicamento, devem aguardar a descoberta de outro que seja cientificamente aprovado. Isto, se o vírus permitir.
    Espero nunca precisar, mas caso aconteça, prefiro arriscar do que morrer sem tentar.

  7. Meus parentes que pegaram covid foram tratados em casa com estes remédios que foram indicados por Doutores e ignorados por jornalistas. Estão todos bem vivos e me agradecem pela coragem, como minha esposa que passou mais de 50 dias sofrendo ao meu lado na cama, mas no final, só alegria. No hospital, depois dos exames de coração e pulmão, hemograma completo, até a médica elogiou pela recuperação, apesar da alergia respiratória crônica. Nosso sistema é podre. Devemos lutar com as armas que temos.

  8. Queria saber onde vocês contrários à publicação, aprenderam inglês ? ? Quem publicou a notícia em português, traduziu corretamente ! Impressionante como os urubus de plantão, não perdem a chance, imaginando que ninguém aqui entende o inglês corretamente ! ! Que vergonha ! !

  9. Meus Parentes e amigos foram curados do Covid 19 através da Cloroquina, azitromicina e ivermectina. Toma quem quer quem não quer não toma e paga pra ver !!

  10. Ate lia esse jornaleco mas, com essa estou migrando… Uma dica: o filtro de comntario repetido esta falhando

  11. Ate lia esse jornaleco mas, com essa estou migrando… Uma dica: o filtro de comentario repetido esta falhando

  12. Amigo meu, contraiu o vírus e foi imediatamente tratado com o pacote da cloroquina e confessou que algumas horas após ser medicado o quadro febril, tosse e demais problemas que o acompanham, regrediram deixando claro que a medicação surtiu o efeito esperado. É somente o relato de uma experiência que me foi passada.

  13. Muita gente ainda não percebeu ou entendeu direito o contexto amplo desta recomendação da China. Ela apenas recomenda o tratamento, mas não garante que ele seja eficaz, como foi admitido. Da mesma forma que também recomenda outros medicamentos que também poderiam ser eficazes . Então, a distância entre o que é provável e o que é realmente comprovado é bem grande. A grande maioria das pessoas precisam aprender a ler e entender uma matéria , fora de suas óticas e ideologias politicas ou idolatrias. Caso contrario, vão sempre estar distorcendo os conteúdos reais dos assuntos. Tentem entender melhor este assunto : “Alguns medicamentos podem demonstrar um certo grau de eficácia para o tratamento em estudos de observação clínica, mas não há efetividade antiviral confirmada por ensaios clínicos controlados combinados com placebo”, – De acordo com a agência governamental chinesa National Health Commission,

  14. O post chinês fala claramente que não recomenda a hidroxicloroquina, porém recomenda a cloroquina! Mas existem animais comentando aqui sem nem mesmo saber pesquisar. A grande maioria dos jornais estão publicando a mesma matéria!!!

  15. Não importa se China aprova ou não o uso da Hidroxicloroquina. Foda-se a China. O que tem ser considerado é a EFICÁCIA do Medicamento. Não politize a questão.
    Curei dezenas de casos com o remédio, não abro mão do seu emprego.
    Se você não é do ramo, mantenha-se calado.
    Se é e não prescreve, aguarde um seu parente ou você mesmo adquirir a doença, vá correndo à farmácia, compre, use e diga que está com Malária.

  16. Difícil dizer quem ta certo. Só penso q o governo poderiam colocar mais testemunhos e disponibilizar o acesso a cloroquina uma vez q defende a idea. E a matéria do jornal informar links da matéria original.

Comments are closed.