Esquema da Globo para recebimento de dinheiro envolvia carro-forte e seguranças, diz doleiro

Em nova reportagem sobre o envolvimento da família Marinho, dona da Rede Globo, com a lavagem de dinheiro, um dos doleiros que trabalhava para o grupo revelou que entregava quantias milionárias na sede da emissora, no Jardim Botânico, no Rio de Janeiro.

“Normalmente eram valores entre R$ 500 mil e R$ 1 milhão. [Em média] a cada 10 dias, eram 300 mil dólares [que eu entregava]. Os extratos estão com o Ministério Público desde 2018”, disse Claudio Barboza, conhecido como Tony, ao Domingo Espetacular, da RecordTV.

Tony apontou o ex-diretor financeiro da TV Globo, José Aleixo, como a pessoa que recebia as remessas de dinheiro. Aleixo foi designado para a função porque era homem de confiança de Roberto Irineu Marinho e João Roberto Marinho.

“Na Globo, com certeza [entregava o dinheiro] na sala do Aleixo. Eu sempre mandava um funcionário antes para [informar] que tinha uma encomenda para José Aleixo. Tinha que ver se ele estava ocupado, para quando minha equipe chegasse, não ficasse parada na rua com R$ 1 milhão”, afirmou Tony.

A reportagem não passou despercebida pelo presidente Jair Bolsonaro. Em seu Instagram, Bolsonaro divulgou o vídeo e disse que “a família Marinho” esteve por muitos anos “no topo da cadeia alimentar da corrupção”.

https://www.instagram.com/tv/CFZMUyXHWQV/embed/captioned/?cr=1&v=12&wp=1196&rd=https%3A%2F%2Fpleno.news&rp=%2Fentretenimento%2Ftv%2Fdoleiro-revela-que-entregava-milhoes-na-sede-da-tv-globo.html#%7B%22ci%22%3A0%2C%22os%22%3A728.14500000095%2C%22ls%22%3A359.47500000474975%2C%22le%22%3A361.20500000834%7D

O doleiro disse ainda que havia um “esquema de segurança” para transportar as quantias que envolviam seguranças pessoais, escolta armada e até carros-forte. Quando o “funcionário” ia pessoalmente levar o dinheiro, um esquema mais improvisado era utilizado.

“Se eu tenho uma entrega de R$ 1 milhão no Centro do Rio, eu dividia em três vezes. O dinheiro ia na perna dos entregadores. Eles colocavam essas meias grandes e o dinheiro ia dentro. Em cada perna eles tinham R$ 200 mil, ou seja, em “duas pernadas” eu já entregava R$ 400 mil”, lembrou.

Segundo Tony, em apenas 5 anos de serviços à família Marinho, ele entregou quantias significativas.

“Nas minhas contas, eu entreguei uns 15 milhões de dólares [cerca de R$ 80 milhões em valores atuais]”, revelou.

Fonte: Pleno News

3 thoughts on “Esquema da Globo para recebimento de dinheiro envolvia carro-forte e seguranças, diz doleiro

  1. E agora, vai acabar em pizza? Bandidos sonegadores de impostos tem que ir pra cadeia! Lembram do Al Capone?

Comments are closed.