Estamos em guerra

por Alessandro dos Passos Alves de Castro Meireles


Há muito afirmo que estamos em guerra, muitos não entendem e criticam, fato é que estamos em guerra. Não existe paz entre Direita e esquerda, não pode haver, pois não há nada de bom no lado de lá, ou no lado que você esquerdista está.

Sempre chamei a esquerda de sanguinária, explico trazendo o adjetivo para o Brasil: assassinatos suspeitos de petistas, mas exemplos existem pelo mundo. Desde 2019 passei a acrescentar: incendiária  vide incêndios ainda não solucionados na Amazônia. Eu não quis piorar, não chamei a esquerda de poluidora (petróleo venezuelano no mar do Nordeste).

Este ano a esquerdopatia galopante que destrói o mundo se superou, trouxe para nós a Covid-19, daí: virulenta se tornou.

Acalmem-se, tudo que é ruim, pode piorar. A indevida,  bandido China nos brindou com sementes misteriosas, que nada mais são do que: fungos, bactérias e ácaro.

Assim, portanto, a esquerda é sanguinária, incendiária, virulenta, poluidora e bacteriana. Acalmem-se, é preciso manter o otimismo. Nós vamos vencer a guerra. Donald Trump é fundamental.

Felizmente hoje temos aqui um governo vigilante, afinal de contas, “o preço da liberdade é a eterna vigilância”.