Ministério do Turismo cria comissão para estimular a economia criativa nos municípios brasileiros

O Ministério do Turismo vai criar um grupo de trabalho para discutir e estimular a economia criativa, por meio do turismo e cultura, nos municípios brasileiros. O objetivo é estimular as cidades a usarem o seu capital criativo e inovador para promoção do desenvolvimento econômico local através de práticas como gastronomia e música, por exemplo.

A comissão deve apresentar, no próximo ano, uma proposta com elementos técnicos que respaldem a criação da Rede Brasileira de Cidades Criativas. A ideia é construir critérios e diretrizes para o desenvolvimento das agendas criativas das cidades, estimulando, principalmente, o turismo de experiência.

“Este é um movimento importante para o desenvolvimento turístico, econômico, cultural e social dos municípios brasileiros. Ao criar soluções inovadoras de melhorias locais, diversificando a oferta turística e o desenvolvimento da cultura, quem mais ganha é a população”, destaca o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

O grupo será formado por representantes das secretarias nacionais de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo e da Economia Criativa e Diversidade Cultural. A participação não será remunerada. A portaria que institui o grupo de trabalho foi publicada nesta terça-feira (06) no Diário Oficial da União.

CIDADES CRIATIVAS

Dez cidades brasileiras possuem o selo de “cidades criativas”, concedido pela Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (UNESCO). Estão na lista Belém (PA), Florianópolis (SC), Paraty (RJ) e Belo Horizonte (MG), no campo da gastronomia; Brasília (DF), Curitiba (PR) e Fortaleza (CE), em design; João Pessoa (PB), em artesanato e artes populares; Salvador (BA), na música; e Santos (SP), no cinema.

Desde 2004, a UNESCO reconhece, em todo o mundo, esforços de cidades para colocar a economia criativa, com projetos turísticos e culturais, no centro de planos de desenvolvimento urbano. Por isso, criou a rede mundial de cidades criativas. Atualmente, são 246 cidades em mais de 80 países.

A inspiração para a iniciativa brasileira surgiu deste projeto, além de experiências de outros países que já possuem suas próprias redes e permitem maior interação e colaboração local e nacional no desenvolvimento econômico inclusivo e sustentável.

A proposta é potencializar a indústria criativa em todo o país, alavancando o desenvolvimento econômico e social das comunidades. Isso porque, o Brasil possui mais de 5.500 municípios e, além das 10 cidades já reconhecidas pela UNESCO, têm potencial para usar a criatividade como fator estratégico para o desenvolvimento. Assim, a ideia é que a rede também funcione como um laboratório de ideias e de cooperação entre as cidades.

Fonte: Agência de Notícias do Turismo

3 thoughts on “Ministério do Turismo cria comissão para estimular a economia criativa nos municípios brasileiros

  1. TODAS VEZES QUE OUÇO FALAR DE TURISMO,PENSO LOGO NO RIO DE JANEIRO,SERIIA POSSÍVEL FAZER TUTISMO AQUI?

  2. TODAS VEZES QUE OUÇO FALAR DE TURISMO,PENSO LOGO NO RIO DE JANEIRO,SERIIA POSSÍVEL FAZER TUTISMO AQUI?Sempre que mando um comentário, voces me respodrm que é repetido,o que há? Não posso fazer co,entramos?
    Não estou agredindo ninguém é porque isso?

  3. Quando ouço falar de turismo, lembro da minha cidade com suas belezas de praias lindíssimas, lagoas maravilhosas e artesanatos belíssimos do interior a cidade.
    Portanto, bem merecida no roteiro turista

Comments are closed.