Eli Borges ouve dores das federações desportivas e garante: “vou regulamentar a lei de incentivo ao esporte”

Reunido com representantes das federações desportivas de Palmas na tarde desta segunda-feira, dia 19, o candidato a prefeito de Palmas Eli Borges (SD) ouviu as dores do segmento esportivo na Capital, ao lado do candidato a vice-prefeito Joseph Madeira (PTB). Eles relataram a falta de boa vontade política por parte do poder público com os esportistas. “São muitas promessas feitas e nunca cumpridas, mas por falta de boa vontade”, frisou o presidente da Federação de Motociclismo, Maurício da Silva Limeira.

Uma das grandes queixas dos desportistas é a regulamentação da Lei de Incentivo ao Esporte. “Temos a lei de incentivo fiscal que precisa ser regulamentada, falta apenas um gesto de boa vontade”, reiterou Limeira. Outra demanda dos esportistas é a falta de um espaço para funcionamento das 32 federações desportivas. “Algumas federações têm sede, mas a maioria não tem, enfrentando dificuldade para enviar e receber um documento, é importante oportunizar um espaço para as federações poderem montar seus projetos”, destacou Ricardo Abalém, presidente da Federação de Voleibol.

Eli Borges se sensibilizou com as dificuldades do segmento esportivo. Ele frisou que no seu projeto para desenvolver o turismo de Palmas, o esporte tem uma grande participação, uma vez que pretende realizar eventos todos os finais de semana na Capital.

“O esporte faz parte do meu projeto de turismo e vai trazer um grande retorno financeiro para a cidade. Teremos grandes eventos na nossa capital que vão trazer turistas e esportistas de todo o Brasil”, afirmou. “Tenho repetido que tenho a marca de prometer e cumprir, tem sido assim em oito mandatos seguidos”, observou. “Eu entendo que esporte é vida, tenho essa compreensão, e se torna altamente lucrativo quando se atrai turistas por meio de eventos esportivos para lotar os hotéis e restaurantes, como vamos fazer em Palmas”, assegurou. “Vamos promover o esporte náutico, motocross, eventos, cultura, congressos, enfim todo fim de semana um evento”, frisou.

Eli Borges aproveitou para apresentar as propostas do seu plano de governo para o esporte e lazer, que prevê a regulamentação da “Lei de Incentivos Fiscais para o Esporte”, a fim de fomentar o apoio da iniciativa privada ao setor esportivo; e a criação de um “Centro Administrativo do Esporte”, onde as federações esportivas poderão cada uma ter sua sede física, dando a elas inclusive suporte jurídico e contábil.

Outra proposta da gestão Eli Borges é a criação do “Bolsa Instrutor Esportivo”, destinada aos educadores esportivos que darão aulas nas diversas modalidades a crianças e adolescentes. Para estimular as atividades físicas, seja sob o sol ou no período chuvoso, Eli Borges pretende fazer a cobertura das quadras poliesportivas nas praças públicas. E vai criar um calendário unificado de eventos esportivos, integrando as competições esportivas nacionais e estaduais, previstas nos calendários das federações. “Sei que vocês já estão cansados de promessas não cumpridas, mas o que prometo vou cumprir, não se decepcionarão comigo”, garantiu. “Só tem um jeito de mudar, tirando as coisas que não estão dando certo”, reiterou.

Fonte: Assessoria