Hospital Geral de Palmas ofertará reabilitação para pacientes pós-Covid-19 com suporte do Sírio Libanês

O Hospital Geral de Palmas (HGP) é um dos cinco hospitais escolhidos entre 6,5 mil hospitais do Brasil para fazer parte do Projeto Reab pós-Covid do Ministério da Saúde, além de ser o único hospital da Região Norte a participar do projeto. A iniciativa, realizada em parceria com o Hospital Sírio Libanês, Ministério da Saúde, por meio do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi-SUS), busca promover a reabilitação de pacientes após a alta hospitalar por Covid-19.

O diretor-geral do HGP, Leonardo Toledo, esteve recentemente em São Paulo para assinatura do termo de compromisso e adesão ao projeto, e ressaltou a expectativa. “Com o Reab, a unidade hospitalar espera reduzir o tempo de permanência de pacientes crônicos, conectar todas as estratégias e metodologias que envolvem os pacientes agudos e crônicos, possuir excelência em reabilitação hospitalar e rotatividade de leitos, auxiliando na liberação para outros pacientes. O programa Melhor em Casa, que oferece o SAD [Serviço de Atenção Domiciliar] no HGP, será um grande parceiro deste projeto”, destacou.

O Reab funcionará, nesta primeira fase do projeto, com uma equipe de profissionais renomados do Hospital Sírio Libanês, que realizará visitas semanais, dando total suporte aos servidores do HGP. Além disso, o Reab também ofertará equipamentos específicos para a unidade hospitalar, que irá auxiliar na realização de atendimentos dos pacientes com possíveis sequelas da Covid-19.

Participantes

O Tocantins, representado pelo HGP, participa do projeto em conjunto com o Hospital de Base de Brasília (DF), o Hospital Municipal de Contagem (MG), o Hospital Geral de Fortaleza (CE) e o Hospital Geral do Trabalhador (PR).

Sobre a unidade

O HGP é um hospital de média e alta complexidades, considerado unidade de porta aberta, referência para a Região Norte do país. Atualmente, oferece 39 especialidades, somente no pronto-socorro do hospital, são atendidas em média quase 3 mil pessoas por mês.

Fonte: Governo do Tocantins