PT e Joice Hasselmann, os maiores derrotados nas urnas em 2020

Se existisse um troféu para “premiar” os maiores derrotados pelo povo nas eleições municipais deste ano, sem dúvida, tal “honraria” seria entregue a duas figuras da política brasileira: o PT e Joice Hasselmann.

As eleições municipais de 2020 marcaram o fim da era PT, pelo menos na maior capital do Brasil. Depois de 35 anos figurando entre os dois candidatos mais votados em São Paulo, o PT, que insistiu em Jilmar Tatto, acabou amargando a sexta colocação, com pouco mais de 8,9% dos votos.

Apostando em uma chapa puro sangue, com o condenado e ex-presidiário Lula como principal cabo eleitoral e sem fazer mea-culpa, o PT teve seu pior desempenho eleitoral em mais de três décadas, ficando atrás até mesmo do performático Arthur Do Val (PATRIOTAS), o “Mamãe Falei”.

A estratégia egoísta do partido (incapaz de reconhecer que perdeu o protagonismo) acabou por fracionar os votos da esquerda, o que levou o candidato de extrema-esquerda Guilherme Boulos (PSOL) para a disputa do segundo turno com o atual prefeito Bruno Covas (PSDB).

No restante do Brasil, o PT consolidou a trajetória de declínio constatada nos últimos anos perdendo mais 65 prefeituras no primeiro turno e repetindo o desastre de 2016, segundo o portal Poder 360.

A outra grande derrotada do pleito foi a deputada federal Joice Hasselmann (PSL). Com desempenho nas urnas pior do que o do PT, Joice teve apenas 1,84% dos votos. Um sinal claro de que o eleitor, bolsonarista ou não, não tolera traidores. Indiscutivelmente, Joice saiu dessas eleições menor do que entrou.

No Twitter, Joice levantou dúvidas sobre o processo de apuração dos votos. “Fraude? Será? Tem todo cheiro”, disse, em um tuíte que foi rotulado pela rede social como “contestável” e apagado posteriormente.

Em outra postagem, Joice classificou como “muito estranho” o fato do sistema do TSE ter saído do ar.

Joice atribuiu seu fracasso ao “processo eleitoral, potencializado pela falta de debates, e a pandemia”, o que, na opinião da deputada, teriam levado Covas e Boulos ao 2º turno em São Paulo.