Crime: Polícia conclui inquérito e indicia internauta que compartilhou imagem de Bolsonaro decapitado

Após receber a denúncia feita pelo vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) na Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática, a Polícia Civil concluiu que a imagem publicada por um perfil no Instagram que mostra o presidente Jair Bolsonaro decapitado foi caracterizada como prática de incitação ao crime, prevista no artigo 286 do Código Penal, e defendeu que o autor deve responder pelo ato.

Caso condenado, o autor da imagem pode ser preso de três a seis meses, ou pagar multa.

A informação foi divulgada por Carlos em suas redes sociais na manhã desta quinta-feira (3). Na postagem, o vereador carioca afirmou que a conclusão do inquérito será encaminhada ao Ministério Público, que é quem definirá se oferece a denúncia ou se arquiva a ação. Carlos também revelou que o autor da foto admitiu a autoria da imagem.

A denúncia havia sido anunciada pelo parlamentar no dia 16 de novembro, quando Carlos anunciou que havia denunciado um perfil do Instagram por fazer “apologia” ao assassinato do presidente Jair Bolsonaro. Ele compartilhou uma imagem publicada por um usuário da rede social que trazia uma pessoa segurando o que seria a cabeça de Bolsonaro.

Fonte: Pleno News