MInfra participa da entrega de obra no Aeroporto de Cascavel/PR

O secretário nacional de Aviação Civil do Ministério da Infraestrutura, Ronei Glanzmann, participou, nesta segunda-feira (7), da entrega do novo terminal de passageiros do Aeroporto de Cascavel/PR. Com recursos do Fundo Nacional de Aviação Civil (FNAC), o ministério já investiu, além do terminal, na construção do pátio de aeronaves e na execução de cerca operacional. De acordo com o secretário, o aeroporto de Cascavel está entre os melhores e mais bem equipados da aviação regional do Brasil. “Cascavel tem um terminal compatível com a sua pujança econômica”, frisou. “Temos um belo exemplo da aviação regional que dá certo”.

Por meio de parceria entre a União e o município, está em andamento a construção de guarita, reforma da seção de combate à incêndio e aquisição de equipamentos de raio-x, esteira de bagagens e cancela automática de estacionamento. O total de recursos do Governo Federal no aeroporto soma mais de R$ 12,5 milhões, além de contrapartidas da Prefeitura de Cascavel.

BATISMO – Uma das obras mais esperadas dos últimos anos em Cascavel tornou-se realidade justamente no Dia Internacional da Aviação Civil. O novo terminal de passageiros do Aeroporto Municipal Coronel Adalberto Mendes da Silva, que por quatro anos ficou com as obras paralisadas – sendo retomadas apenas em março do ano passado –, passou a operar na manhã desta segunda-feira (7).

O primeiro voo, da companhia Azul Linhas Aéreas, decolou pouco antes das 9h, após a aeronave, um Embraer E-95, receber o tradicional batismo. A aeronave levou 84 passageiros com destino a Campinas (SP). Pouco depois das 10h, os primeiros 131 passageiros desembarcaram de um Boeing 737-800 da GOL Linhas Aéreas, oriundo de Guarulhos/SP. Foi o primeiro voo da companhia com esse modelo de aeronave, que também foi batizada na chegada.

Único aeroporto municipal do Brasil dotado de fingers (pontes de embarque e desembarque), o novo terminal, que leva o nome do ex-prefeito Octacilio Mion, é um dos mais modernos do interior do país. Foram investidos cerca de R$ 40 milhões na obra e mobiliário do aeroporto. Os recursos são oriundos do Estado, União, Itaipu e do próprio Município.

Fonte: Governo do Brasil