Ministério do Turismo realiza reunião para avaliar viabilidade do trem que ligará BH a Brumadinho

O Fórum de Mobilidade e Conectividade Turística, do Ministério do Turismo, realizou nesta segunda-feira (07.12) uma reunião técnica com membros do governo federal, do estado de Minas Gerais, concessionários e Organizações Sociais para discutir a implantação do trem turístico que ligará as cidades de Belo Horizonte e Brumadinho (MG). Na ocasião, os presentes identificaram os obstáculos e as oportunidades que deverão ser trabalhados pelo Grupo Técnico (GT) que desenvolverá o projeto e quais órgãos ou entidades poderão solucioná-las.

Para o coordenador-geral de Mobilidade e Conectividade Turística, Higor Guerra, que foi indicado para coordenar o GT, o encontro é de suma importância para o desenvolvimento da iniciativa que marcará o início de um novo momento para os trens turísticos brasileiros. “As entidades convidadas possuem grandes contribuições e considerações que serão analisadas no âmbito dos trabalhos técnicos para o andamento da proposta a ser conduzida pelo Ministério do Turismo”, disse.

De acordo com dados da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), que também participou da reunião, o Brasil possui 15 trens turísticos em operação, sendo que quatro estão localizados no estado de Minas Gerais. Com o projeto, a expectativa do Ministério do Turismo é promover a integração dos modais de transportes, mapear os trechos ferroviários ociosos, identificar o potencial da atividade turística, dialogar e definir oportunidade de investimentos, além de coordenar as ações, agregando valor aos ativos nacionais.

“Vemos o resgate dos trens turísticos como uma oportunidade ímpar de tornar o Brasil um destino mais inteligente e competitivo. Com esse objetivo, estabelecemos diretrizes estratégicas, que conectam tecnologia e inovação, para transformar a viagem de trem em uma experiência de alto valor agregado, capaz de oportunizar novos negócios e oferecer serviços que atendam às necessidades dos viajantes de forma eficiente, segura, sustentável e acessível”, disse Tatiana Petra, coordenadora-geral de Produtos Turísticos do Ministério do Turismo.

Ao fim da reunião, ficou esclarecido que haverá a formalização da criação do Grupo de Técnico que irá desenvolver o projeto. Ocorrerá ainda a realização de reuniões técnicas específicas com cada uma das entidades participantes, uma visita técnica ao local e a produção de relatório contendo os resultados dos trabalhos. O GT terá um prazo de 120 dias para conclusão do relatório, podendo ser prorrogado por até igual período.

O TREM TURÍSTICO – O projeto do trem BH-Brumadinho prevê a revitalização de uma estação em Belo Horizonte, próxima ao Museu de Artes e Ofícios (MAO), e a construção de outra em Inhotim. Em atividade, ele será capaz de transportar 1.400 pessoas por dia em duas locomotivas com dez vagões cada. O trajeto de 52 quilômetros será feito em pouco mais de uma hora.

FÓRUM – O Fórum de Mobilidade e Conectividade Turística tem a função de discutir e propor políticas e estratégias para aperfeiçoar a mobilidade e a conectividade turística no Brasil; consultar autoridades e técnicos relacionados à mobilidade e conectividade turística; e promover a coesão das ações e programas. Além disso, deve realizar estudos em temas ligados à mobilidade e à conectividade turística e, ainda, observar experiências internacionais no segmento e conhecer as práticas mercadológicas.

Fonte: Governo do Brasil