Sexta, 01 de Março de 2024 07:08
63 98121-2858
Turismo Brasil

Parque Nacional do Iguaçu recebe quase 11 mil turistas estrangeiros no feriado da Páscoa

Entre 15 e 17 de abril, quase metade dos visitantes vieram de outro país. Só o Paraguai emitiu cerca de dois mil visitantes por dia no período

19/04/2022 15h12
Por: Redação Fonte: Embratur
Parque Nacional do Iguaçu recebe quase 11 mil turistas estrangeiros no feriado da Páscoa

Em mais um sinal de retomada do turismo, o Parque Nacional do Iguaçu, em Foz do Iguaçu (PR), registrou a presença de 23.106 visitantes durante o feriado prolongado da Páscoa. O movimento superou em 600% o número de 2021 (3.019), quando os efeitos da pandemia tiveram grande impacto.

Dos mais de 23 mil visitantes que visitaram o Parque, casa das famosas Cataratas do Iguaçu, quase metade eram estrangeiros. Ao todo, foram 10.819 turistas de outros países, sendo a maioria de Argentina, Paraguai, Uruguai, França, Estados Unidos e Espanha.

Continua após a publicidade

Na comparação com 2019, último ano antes da pandemia de Covid-19, o número de visitantes na Páscoa deste ano representou 75% do que foi registrado naquele ano. Vale lembrar que ao longo de 2019 o Parque Nacional do Iguaçu recebeu mais de dois milhões de visitantes, recorde histórico do local.

“O número de visitantes em Foz do Iguaçu durante a Páscoa representa mais um sinal claro de que estamos no caminho certo para fortalecer ainda mais a retomada do turismo brasileiro. Nosso país é um dos melhores do mundo em termos de destinos de natureza, uma tendência em todo o mundo no cenário pós-pandemia. Temos muito a oferecer aos visitantes de outros países e estamos trabalhando para mostrar todo nosso potencial”, avaliou Silvio Nascimento, presidente da Embratur (Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo).

Continua após a publicidade

Em 22 de março deste ano, o Parque Nacional do Iguaçu foi concedido pelos Ministérios do Meio Ambiente e da Economia por R$ 375 milhões, um ágio 350% maior do que o preço mínimo estipulado pelo governo federal. A concessão vale pelos próximos 30 anos e o objetivo é que o parque alcance até 4 milhões de visitantes por ano.

Continua após a publicidade

Histórico de visitação

Em 2021, o Parque Nacional do Iguaçu recebeu mais de 655 mil visitantes, número praticamente igual ao de 2020, quando 658 mil pessoas estiveram no parque. Estes dados ajudam a retratar o efeito que a pandemia teve no turismo, já que em 2019 o parque havia registrado seu recorde de visitantes em um ano.

Do total de visitantes no ano passado, cerca de 50 mil não eram brasileiros. A Argentina liderou o número de estrangeiros no parque com 5.422, seguido por Paraguai (2.555), Uruguai (307), França (176) e Estados Unidos (151).

Turismo religioso

O feriado da Páscoa também movimentou os turistas paraguaios para o Brasil. Matéria publicada pelo jornal La Nación, do Paraguai, destacou que cerca de dois mil turistas daquele país cruzaram a fronteira por dia no período. A publicação lembra que o Brasil já é um destino muito buscado por conta do litoral e das praias, mas também tem muito a oferecer na área do turismo religioso.

“Temos capacidade para receber ainda mais visitantes paraguaios e do Mercosul em busca dessa conexão espiritual, que também serve como uma imersão incrível na história e na cultura do país. O turismo religioso é uma tendência no Brasil e no mundo. ”, destacou o presidente da Embratur para a publicação.

Entre os destinos listados pelo La Nación aos paraguaios, destaque para duas obras de Oscar Niemeyer – a Igreja da Pampulha, em Belo Horizonte, e a Catedral Metropolitana, em Brasília. A matéria listou ainda a Igreja de Nossa Senhora de Aparecida, no Parque Nacional da Tijuca, no Rio de Janeiro; a Igreja de Nossa Senhora do Loreto, na Ilha dos Frades, na Bahia; a Igreja de Nossa Senhora do Brasil, em São Paulo; a Catedral de Pedra, em Canela, no Rio Grande do Sul; a Igreja de Nossa Senhora do Carmo, em Ouro Preto, Minas Gerais; e a Igreja e Convento de São Francisco, em Salvador, Bahia.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.