Sexta, 01 de Março de 2024 08:04
63 98121-2858
Saúde Tocantins

Secretaria de Estado da Saúde alerta para ações de prevenção no Dia Nacional de Combate ao Câncer

Hábitos e o estilo de vida podem aumentar o risco de diferentes tipos de câncer

27/11/2023 14h17
Por: Redação Fonte: Secom Tocantins
Diversas causas externas, presentes no meio ambiente, e internas, a exemplo dos hormônios, condições imunológicas e mutações genéticas podem estar na origem do câncer - Foto: Ellayne Czuryto/Governo do Tocantins
Diversas causas externas, presentes no meio ambiente, e internas, a exemplo dos hormônios, condições imunológicas e mutações genéticas podem estar na origem do câncer - Foto: Ellayne Czuryto/Governo do Tocantins

O Dia Nacional de Combate ao Câncer, lembrado todo dia 27 de novembro, tem o objetivo de ampliar o conhecimento da população brasileira sobre o câncer e, principalmente, sobre a sua prevenção. Cerca de 1.400 pacientes fazem acompanhamento na Unidade de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon) no Hospital-Geral de Palmas (HGP).

A Unacon é responsável por prestar atendimentos especializados nas áreas de Oncologia Clínica, Oncologia Pediátrica, Onco-Hematologia, Oncologia Cirúrgica, Ginecologia, Mastologia, Urologia, Dermatologia, Clínica da Dor e Cuidados Paliativos e conta com 30 leitos de quimioterapia, sendo 20 unidades para adultos e dez infantis.

Continua após a publicidade

Segundo a supervisora do Ambulatório de Especialidades do HGP, Flaviany Vieira de Araújo Milhomem, de janeiro a outubro de 2023, cerca de 660 pacientes iniciaram o tratamento de câncer na Unidade. “Desses 660 pacientes, o câncer de maior incidência é o das neoplasias de mama, totalizando 183 novos casos e, em segundo lugar, o câncer de próstata, que inclusive estamos no mês de conscientização”, esclarece.

Para o médico oncologista Lucas Guglielmi, a prevenção do câncer engloba ações realizadas para reduzir os riscos de ter a doença. “O objetivo da prevenção primária é impedir que o câncer se desenvolva, isso inclui evitar a exposição aos fatores de risco de câncer e a adoção de um modo de vida saudável. Já o objetivo da prevenção secundária é detectar e tratar doenças pré-malignas [por exemplo, lesão causada pelo vírus HPV ou pólipos nas paredes do intestino] ou cânceres assintomáticos iniciais”, explicou.

Continua após a publicidade

O médico explica ainda que o câncer não tem uma causa única. “Há diversas causas externas, presentes no meio ambiente; e internas, a exemplo dos hormônios, condições imunológicas e mutações genéticas. Os hábitos e o estilo de vida podem aumentar o risco de diferentes tipos de câncer, por isso a importância de manter hábitos saudáveis, como não fumar, evitar o excesso de bebida alcoólica, manter o peso corporal adequado, praticar atividade física, manter uma alimentação balanceada, fazer uso de protetor solar, uso de preservativo, vacinação e fazer exames preventivos de rotina”, destaca.

Continua após a publicidade

Marcelo Borges Neves, de 56 anos, faz acompanhamento do câncer de próstata no HGP há cerca de um ano. “Eu não tive sintomas, descobri a doença nos exames de rotina e logo comecei a fazer o tratamento. Graças a Deus, descobri no início e estou respondendo bem ao tratamento”, declara.

Jaci Gomes Barros, de 64 anos, descobriu o câncer de ovário em 2020 e faz acompanhamento no HGP desde então. “Descobri o câncer após sentir dores na barriga e fazer exames de rotina. Durante o tratamento, precisei retirar o útero e fazer quimioterapia e, hoje, faço acompanhamento de 4 em 4 meses no HGP, mas graças a Deus estou bem”, agradece.

Doença

Câncer é o nome dado a um conjunto de mais de 100 doenças que têm em comum o crescimento desordenado de células que invadem tecidos e órgãos, estas células tendem a ser muito agressivas e incontroláveis, determinando a formação de tumores, que podem espalhar-se para outras regiões do corpo. Além da Unidade de Alta Complexidade em Oncologia (Unacon) no Hospital-Geral de Palmas (HGP), outra unidade de atendimento está localizada no Hospital Regional de Araguaína.

Dados

Segundo dados divulgados recentemente do Instituto Nacional do Câncer (Inca), são esperados 704 mil casos novos de câncer no Brasil para cada ano do triênio 2023-2025, com destaque para as regiões Sul e Sudeste, que concentram cerca de 70% da incidência. As informações são da publicaçãoEstimativa 2023 – Incidência de Câncer no Brasil, lançada como parte da celebração do Dia Nacional de Combate ao Câncer.

O tumor maligno mais incidente no Brasil é o de pele não melanoma (31,3% do total de casos), seguido pelos de mama feminina (10,5%), próstata (10,2%), cólon e reto (6,5%), pulmão (4,6%) e estômago (3,1%).

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.