Sábado, 28 de Maio de 2022 16:48
63 98121-2858
Brasil Brasil

Transformação digital facilita a vida dos estudantes brasileiros

No Enem deste ano, estudantes poderão utilizar, pela primeira vez, documentos de identificação digitais e pagar inscrições por PIX ou cartão de crédito

13/05/2022 14h01
Por: Redação Fonte: Governo Federal
Transformação digital facilita a vida dos estudantes brasileiros

Os estudantes que farão o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2022 terão mais facilidade para se identificar nos locais de prova e para realizar suas inscrições no exame. Pela primeira vez, serão considerados válidos para identificação dos candidatos documentos digitais, como a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) Digital. Outra novidade é que os estudantes poderão utilizar outras formas de pagamento das inscrições, via PIX ou cartão de crédito. Além disso, o governo federal oferecerá na plataforma GOV.BR o perfil "Estudante", que reúne diversas informações e serviços voltados para esse público.

“Com as nossas ações de transformação digital, estamos proporcionando aos estudantes mais facilidade no acesso a serviços públicos e melhores condições para prestarem o Enem”, destaca o secretário especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital, Caio Mario Paes de Andrade. “O GOV.BR combate a burocracia, através da transformação digital do Estado, levando à melhoria estrutural da Administração Pública”, explica.

De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), os documentos digitais serão aceitos pelos fiscais de sala no Enem desde que os candidatos os apresentem nos aplicativos oficiais do governo. No caso da CNH Digital, o documento poderá ser exibido tanto no aplicativo do GOV.BR quanto no da Carteira Digital de Trânsito. Capturas de tela, fotos ou impressões dos documentos não serão válidos.

As inscrições para o Enem 2022 vão até o dia 21 de maio. Pela primeira vez, os candidatos poderão efetuar o pagamento da taxa de inscrição por meio de PIX e cartão de crédito, medida que amplia o alcance e facilita a participação dos interessados. A inovação no pagamento é resultado da parceria entre a Secretaria de Governo Digital do Ministério da Economia, Secretaria do Tesouro Nacional, Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) e Inep.

Mais facilidade

A estudante Gabriela Braga, de 19 anos, gostou das novidades. Ela vai fazer o Enem este ano de olho em uma vaga no curso de Medicina. Para ela, todas as ações que simplificam a vida dos estudantes são importantes, pois eles não querem perder tempo em um período que precisam estar focados em se preparar para a prova.

Com relação à possibilidade de usar documentos de identificação digital, Gabriela comemorou a medida. A estudante já tem o app da Carteira Digital de Trânsito instalado em seu celular e o utiliza no dia a dia. “É um problema para muitos candidatos essa questão da documentação. Pelo nervosismo, pela pressa em não perder o horário, o estudante pode acabar esquecendo de levar o documento. Ter a oportunidade de usar no celular é ótimo porque dificilmente a gente esquece de sair sem o celular. É uma novidade fantástica, vai facilitar muito”, acredita.

Jornada do Estudante

A plataforma de relacionamento do cidadão com o governo, o GOV.BR, está evoluindo para oferecer aos cidadãos cada vez mais simplicidade e facilidade no acesso a serviços públicos. Entre as inovações para aprimorar a navegação pela plataforma e torná-la mais intuitiva está a criação de perfis de usuários, sendo o de “Estudante” o mais novo a ser apresentado.

Na jornada do estudante no GOV.BR, o usuário encontra listado em um só lugar um rol de serviços específicos, relacionados tanto à área de educação básica e superior quanto a outras ligadas ao cotidiano estudantil. Em poucos cliques, o estudante consegue, por exemplo, obter ou protocolar documentos; realizar ações nos Programas do Ministério da Educação (MEC) – Enem, Sistema de Seleção Unificada (Sisu), Programa Universidade Para Todos (Prouni), Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) e Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies); acessar informações sobre programas de assistência social na educação; cadastrar currículo e pesquisar sobre os serviços das Forças Armadas e Defesa Civil; acessar a biblioteca digital, além de obter informações sobre infraestrutura, trânsito e transportes de estudantes.

Para o subsecretário de Tecnologia da Informação e Comunicação do MEC, André Castro, essa entrega significa o aprimoramento e o avanço na unificação da oferta de serviços, por perfil, auxiliando o estudante nos vários momentos de vida junto ao governo federal. “Esta é uma iniciativa importante da Secretaria de Governo Digital, que envolve diversos órgãos governamentais – dentre eles o Ministério da Educação – responsáveis por levar até o cidadão serviços acessíveis e úteis para o fortalecimento de políticas públicas”, destaca.

 

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.