Sábado, 27 de Novembro de 2021 05:03
63 98121-2858

Dólar com.

R$ 5,6

Euro

R$ 6,35

Peso Arg.

R$ 0,06

Polícia Tocantins

Polícia Civil prende homem por descumprimento de medida protetiva em Dianópolis

No momento da prisão, indivíduo estava com uma faca na cintura

18/11/2021 16h50
20
Por: Redação Fonte: Secom Tocantins
Homem foi preso após voltar a se aproximar da vítima - Foto: Governo do Tocantins
Homem foi preso após voltar a se aproximar da vítima - Foto: Governo do Tocantins

Uma ação policial de combate à criminalidade, deflagrada por policiais civis da 10ª Delegacia de Proteção a Mulheres e Vulneráveis (10ª Deamv), de Dianópolis, com apoio de agentes da 14ª Central de Atendimento da Polícia da Civil daquela cidade, efetuaram a prisão de um homem de 28 anos, que é suspeito de descumprir medida protetiva de urgência.

O homem já era investigado pela 10ª Deamv, por suspeita de praticar o crime de violência doméstica contra sua companheira, tendo inclusive tentado matá-la com uma espingardabate bucha, de fabricação artesanal. Ocorre que, já antevendo que poderia ser alvo do investigado, um dia antes da tentativa de feminicídio, a vítima retirou as munições da arma, o que impediu com que fosse morta.

Após a concessão de medidas protetivas de urgência, o homem ficou impedido de se aproximar da mulher. Porém, no último dia 1° de outubro, o indivíduo, em flagrante descumprimento da ordem restritiva judicial, voltou a procurar e ameaçar a mulher. Apavorada, a vítima procurou a Delegacia da Polícia Civil e registrou novo Boletim de Ocorrência contra o homem.

Diante dos fatos, a autoridade policial representou pela prisão do investigado, a qual foi concedida pelo juiz da Vara Criminal de Dianópolis. De posse do mandado, os policiais intensificaram as diligências e localizaram o suspeito em uma das ruas da cidade. Na ocasião, ao ser abordado, o homem portava uma faca tipo peixeira.

Ele foi conduzido até a sede da 14ª Central de Atendimento da Polícia Civil, em Dianópolis, e após ser ouvido pelo delegado, foi recolhido à Unidade Penal local, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.