Sábado, 28 de Maio de 2022 16:47
63 98121-2858
Turismo Tocantins

Projeto Tocantins Recebe Bem é aprovado pelo Conselho do Desenvolvimento Econômico do Tocantins

Em sua participação na reunião do Conselho, presidente Hercy Filho solicitou assento da Adetuc no Conselho

21/12/2021 18h42
Por: Redação Fonte: Secom Tocantins
Hercy Filho defende a força econômica do turismo da reunião do CDE - Foto: Flávio Cavalera/Governo do Tocantins
Hercy Filho defende a força econômica do turismo da reunião do CDE - Foto: Flávio Cavalera/Governo do Tocantins

A qualificação para o atendimento de excelência aos turistas é uma das prioridades da Agência de Desenvolvimento do Turismo, Cultura e Economia (Adetuc). Para 2022, estão previstas várias ações neste sentido, reunidas no projeto macro Tocantins Recebe Bem. O projeto foi apresentado nesta terça-feira, 21, durante reunião do Conselho do Desenvolvimento Econômico (CDE) do Estado do Tocantins, realizado na sede da Secretaria de Indústria, Comércio e Serviços (Sics). Após deliberação, os conselheiros aprovaram sua realização.

“Não temos nenhuma dúvida que o turismo é um vetor importante de desenvolvimento econômico e precisamos investir na qualificação para formar uma base sólida de profissionais”, ressaltou o presidente Hercy Filho, que também pleiteou acento da Adetuc no Conselho, em função da importância econômica do turismo para o Tocantins.

O projeto Tocantins Recebe Bem foi apresentado pela superintendente de Turismo, Maria Antônia Valadares, e visa contribuir para a melhoria da qualidade na gestão, operação e prestação dos serviços turísticos, por meio da capacitação e aperfeiçoamento profissional nas sete regiões turísticas do Estado. As ações são voltadas a lideranças, guias e condutores, comunidades quilombolas, além da formatação de produto de etnoturismo, com projeto piloto na Ilha do Bananal.

De acordo com a superintendente, o público a ser beneficiado é amplo: guias e condutores de pesca esportiva, ecoturismo e turismo de aventura; empresários do trade turístico; associações voltadas à prática do turismo; gestores públicos; comunidades tradicionais (indígenas e quilombolas), e Polícia Militar, já que a segurança turística necessita de treinamento específico. Os benefícios serão estendidos a estruturação dos conselhos municipais de Turismo dos 49 municípios inseridos no Mapa do Turismo nacional, além das oito instâncias de governança institucionalizadas, regionais e estadual, Fórum Estadual de Turismo (Foestur).

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.