Sábado, 28 de Maio de 2022 04:41
63 98121-2858
Geral Tocantins

Censo vai mapear cadeia da apicultura e da meliponicultura no Tocantins

Proposto pelo Governo do Estado, por meio do Ruraltins, 1.500 propriedades rurais serão visitadas

25/01/2022 20h01
Por: Redação Fonte: Secom Tocantins
O Censo será realizado durante o ano de 2022 - Foto: Ruraltins/Governo do Tocantins
O Censo será realizado durante o ano de 2022 - Foto: Ruraltins/Governo do Tocantins

O Governo do Estado, por meio do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), trabalha na realização do 1° Censo da Apicultura e Meliponicultura do Tocantins, durante o ano de 2022. A iniciativa tem por objetivo apresentar dados detalhados e atualizados da produção, da produtividade e da quantidade de produtores que realizam a atividade, além de mapear as regiões com melhores atributos para a criação, como a alta biodiversidade.

Idealizado pela Gerência de Apicultura, Orgânicos e Agroecológico, vinculada à diretoria de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) do Ruraltins, o projeto foi apresentado à Câmara Setorial da Apicultura, que é um espaço de discussões em busca do fortalecimento do setor.

“A proposta foi aceita e, com a realização deste trabalho, vamos obter parâmetros que possam pontuar as necessidades da população, da comunidade dos profissionais das agrárias, produtores rurais e todos, que direta ou indiretamente, necessitam de produtos oriundos da criação de abelhas para a geração de renda. A partir da realização do Censo da Apicultura e da Meliponicultura, pretendemos auxiliar na promoção de políticas públicas, para o desenvolvimento da atividade no Estado e, consequentemente, o aumento da produção", pontua o diretor de Ater, Marco Aurélio Vaz.

Metodologia

Conforme o projeto do Censo da Apicultura e Meliponicultura do Tocantins, esse trabalho será desenvolvido a partir de pesquisa bibliográfica e atuação em campo, contando com registros fotográficos, entrevistas semiestruturadas, construção de mapas e validação de dados estatísticos. Os dados serão obtidos por meio de questionários aplicados para apicultores, meliponicultores, representantes de cooperativas, associações e entrepostos. Por meio das rotas já definidas, 150 técnicos do Ruraltins se deslocarão até as propriedades rurais com o objetivo de aplicar até 1.500 questionários.

Para o presidente do Ruraltins, Fabiano Miranda, o censo vai trazer um Raio-X da apicultura e meliponicultura possibilitando o implemento de novas tecnologias e propostas de capacitações voltadas à atividade. “Nossos técnicos vão a campo em cada unidade familiar para saber onde estão os apicultores, quem são, o que pensam sobre a atividade, como trabalham e quais são as circunstâncias da criação. A partir desse levantamento, será mais fácil a tomada de decisões tanto na assistência técnica, com a transferência de conhecimento, quanto na promoção de ações que alavanquem o desenvolvimento do setor ”, avalia o gestor.

Parcerias

Financiado com recursos de R$ 350 mil, a serem repassados pelo Fundo de Desenvolvimento Econômico do Estado do Tocantins (FDE), vinculado à Secretaria da Indústria, Comércio e Serviços (SICS), o Censo contará ainda com o apoio e a cooperação de entidades governamentais e não governamentais que trabalham direta ou indiretamente com agropecuaristas criadores de abelhas como a Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Aquicultura (Seagro); Agência de Defesa Agropecuária (Adapec); Secretaria de Trabalho e Desenvolvimento Social (Setas); Secretaria de Desenvolvimento Rural do Município (Seder); Universidade Federal do Tocantins (UFT); Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), responsável pelo controle e fiscalização da qualidade do Mel e produtos oriundos da atividade voltados ao comércio, dentre outros parceiros.

Publicação

A publicação do Diagnóstico da Apicultura e Meliponicultura ocorrerá de forma resumida no Diário Oficial do Tocantins, na íntegra em meio digital (PDF), em revista de circulação nacional e impresso para as Instituições e setores da cadeia produtiva da apicultura e meliponicultura em nível nacional.

Apicultura no Tocantins

Atualmente, de acordo com dados disponibilizados pela Seagro, no Estado do Tocantins existem aproximadamente 1.300 apicultores distribuídos em duas cooperativas e 53 associações. A produção de mel é consideravelmente pequena, registrando 73,6 toneladas em 2017, o que representava 0,17% da produção nacional, com produção em média de 56,60 kg de mel por apicultor.

No Brasil, o setor apícola conta com uma grande variedade de espécies de abelhas. A apicultura é a criação de abelhas com ferrão do gênero Apis, voltada à produção de mel, pólen, própolis e cera. Já a meliponicultura é a atividade de criação de abelhas sem ferrão, também conhecidas como indígenas, nativas ou meliponíneos.

Censo vai mapear cadeia da apicultura e da meliponicultura no Tocantins
150 técnicos do Ruraltins vão percorrer as propriedades rurais na coleta de dados - Ruraltins/Governo do Tocantins
Censo vai mapear cadeia da apicultura e da meliponicultura no Tocantins
O Censo vai apresentar dados detalhados e atualizados da produção, produtividade, quantidade de produtores que realizam - Ruraltins/Governo do Tocantins
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.