Sexta, 27 de Maio de 2022 22:57
63 98121-2858
Geral Geral

Programa de gerenciamento da população carcerária está em fase final de implantação

Programa de gerenciamento da população carcerária está em fase final de implantação

01/09/2019 15h42 Atualizada há 3 anos
Por: Redação
Programa de gerenciamento da população carcerária está em fase final de implantação

Está em fase final a implantação pela Secretaria de Estado da Cidadania e Justiça (Seciju) do sistema de gestão da população carcerária e dos adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa do estado e combate ao crime organizado, o Sistema Hades.

Desenvolvido pelo escrivão de Polícia Civil, David Neme Muradás, o sistema consiste no gerenciamento de toda a comunidade carcerária e socioeducativa, com informações sobre a quantidade de reeducandos, tipo de pena, rotina dentro da unidade, características físicas entre outras.

O Sistema Hades será gerido pelo Setor de Dados, Estatísticas e Sistemas (Sedes) da Seciju e abrangerá todas as unidades penitenciárias, prisionais e socioeducativas do estado, servindo de referência para todas as ações relacionadas com execução da pena no Tocantins.

“O programa vem para complementar o nosso trabalho de reestruturação do Sistema Penitenciário, transformando o estado em modelo para o país. O sistema irá atender todas as áreas envolvendo a execução penal, assim como servirá às forças policiais e a todos os setores da segurança pública”, afirmou o superintendente de Administração dos Sistemas Penitenciário e Prisional, Orleanes de Sousa.

Funcionalidade

Cada unidade prisional terá um módulo específico no programa para gerir devido as especificidades de cada unidade penal e socioeducativa. Além disso, o setor administrativo da Seciju e as forças de segurança também terão seus respectivos módulos. “O sistema foi desenhado seguindo todos os conceitos de segurança orgânica e da informação, é totalmente auditável, separado por níveis de acesso. O objetivo é compartilhar as informações para fortalecer o sistema de segurança pública no estado por completo”, falou o desenvolvedor do Hades, David Nemes Muradas.

Após finalização do período de ajustes, o Sistema Hades poderá ser acessado por qualquer dispositivo que tiver um navegador web e acesso à internet, independente de sistema operacional ou tamanho de tela do dispositivo, pode ser smartphone, tablet, computador, central multimídia de carro, smart tv, smartgeladeira etc.

Nome

O nome Hades faz referência ao deus da mitologia grega que considera-se o primeiro agente penal da história. Hades foi enviado para o Tártaro por seus irmãos e tinha a função de impedir que qualquer um fugisse do local. 

Fonte: SECOM/TO

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.