Sexta, 20 de Maio de 2022 21:34
63 98121-2858
Geral Geral

Governo Federal capacita policiais civis e militares que atuam em áreas de fronteiras

Governo Federal capacita policiais civis e militares que atuam em áreas de fronteiras

27/09/2019 15h49 Atualizada há 3 anos
Por: Redação
Governo Federal capacita policiais civis e militares que atuam em áreas de fronteiras

Uma parceria entre o Ministério da Justiça e Segurança Pública e Ministério da Defesa proporcionou capacitação para policiais federais, civis e militares que atuam nas fronteiras do país. A iniciativa faz parte do Programa VIGIA, coordenado pela Secretaria de Operações Integradas (Seopi) e foi realizado em conjunto com o Comando de Operações Especiais do Exército Brasileiro.

Entre os dias 16 e 19 de setembro foram ministradas instruções operacionais para policiais federais que atuam no Paraná e Mato Grosso do Sul, integrantes da Polícia Militar e Polícia Civil do Mato Grosso do Sul e da Polícia Militar e Polícia Civil do Paraná. Essa foi a primeira de uma série de capacitações que serão realizadas, ainda este ano, articuladas pela Secretaria de Operações Integradas para aperfeiçoar a atuação integrada nas fronteiras.

Sobre o VIGIA 

O Programa VIGIA faz parte dos projetos estratégicos do Ministério da Justiça e Segurança Pública e é executado pela Secretaria de Operações Integradas (Seopi).

Entre as linhas de atuação do programa estão operações integradas; aquisição de equipamentos;  capacitações e bases operacionais com integração de sistemas. O objetivo é aumentar a fiscalização e a repressão contra os crimes transfronteiriços, como contrabando, tráfico de drogas, armas e munições.

O programa teve início em abril e conta, no momento, com a Operação Hórus em andamento em três estados: Paraná, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Até o fim do ano, o VIGIA será expandido para os estados do Norte: Acre, Amazonas e Rondônia e, no Sul, no Rio Grande do Sul. Outros estados de fronteira também receberão o programa nos próximos anos.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.