Sexta, 20 de Maio de 2022 20:21
63 98121-2858
Geral Geral

Cuidados para o desenvolvimento de bebês beneficia 129 mil gestantes do Criança Feliz

Cuidados para o desenvolvimento de bebês beneficia 129 mil gestantes do Criança Feliz

10/10/2019 22h38 Atualizada há 3 anos
Por: Redação
Cuidados para o desenvolvimento de bebês beneficia 129 mil gestantes do Criança Feliz

Em todo o Brasil, o Criança Feliz leva às famílias orientações de como impulsionar o desenvolvimento cognitivo, motor, socioafetivo e da linguagem das crianças. E os cuidados voltados à saúde e ao desenvolvimento dos pequenos se iniciam já na gestação. Com o estímulo adequado nesta fase, a criança terá a chance de se tornar um adulto saudável tanto no aspecto físico quanto emocional. Hoje, das 781 mil pessoas atendidas pelo programa do governo federal, 129 mil são mulheres gestantes que carregam na barriga o futuro do País.

Entre elas, Francelaine Alves, 26, moradora de uma pequena casa de madeira na periferia de Esteio (RS). Sentada no sofá, entre sorrisos e expectativas, não esconde a ansiedade para saber o sexo do bebê. Certa noite sonhou que era um menino, moreno, pequeno e gordinho. “Independente do sexo, estou muito feliz com esse bebezinho”, afirma.

Francelaine tem dois filhos e espera o terceiro bebê. A gestação atual inspira cuidados, já que ela está acima do peso e com diabetes. “Estou controlando a alimentação e sendo acompanhada pela nutricionista, como indicou a moça do Criança Feliz”, explica. Ela encontrou uma equipe do programa no posto de saúde. Ao falar da gravidez, pediu acompanhamento e passou um telefone de contato. Pouco depois, as visitas começaram.

Para quem gosta de conversar, ou “desabafar”, como Francelaine diz, a chegada semanal da visitadora do programa é um estímulo. “É importante a gente não guardar tudo para si. Meu atual marido me apoia e o Criança Feliz também, com isso me sinto confiante e tranquila”, justifica. As perguntas feitas pela visitadora vão desde o processo de gestação até questões do cotidiano. “Aprendi a falar com meu filho antes mesmo de ele nascer, a passar o carinho, a calma. Tudo isso ele sente”, conta, empolgada.

Quem atende Francelaine é a estudante de psicologia Pamela Souza. No sétimo semestre da faculdade, ela visita periodicamente 12 famílias. Segundo Pamela, o Criança Feliz também auxilia na sua formação acadêmica, principalmente na preparação para lidar com o público infantil e com diferentes dinâmicas familiares. “Tem famílias completas, mães solteiras, pais que sumiram, crianças criadas pelos avós, enfim, são muitas as realidades”, exemplifica.

Nas visitas, Pamela procura estimular diversos aspectos do desenvolvimento infantil, como a cognição e a linguagem. “Algumas parecem ter dificuldades, mas muitas vezes percebemos que é apenas falta de estímulos adequados. Por isso, é tão importante orientar a mãe, o pai, a avó e os irmãos sobre como estimular o desenvolvimento da criança”, explica. Ela ainda destaca a importância do Criança Feliz na formação dos indivíduos. “A intenção é fazer com que essas crianças vivam uma vida plena e que os problemas que vemos hoje fiquem para trás. Que elas se tornem adultos mais cientes de seus direitos”, pontua.

Fonte: Ministério da Cidadania

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.