Sexta, 27 de Maio de 2022 22:21
63 98121-2858
Parlamento Prof.

Prof. Júnior Geo cobra valorização dos Agentes Prisionais do Tocantins

Prof. Júnior Geo cobra valorização dos Agentes Prisionais do Tocantins

22/10/2019 11h18 Atualizada há 3 anos
Por: Redação
Prof. Júnior Geo cobra valorização dos Agentes Prisionais do Tocantins

O deputado estadual Professor Júnior Geo (PROS) apresentou um requerimento na Assembleia Legislativa, na última semana, solicitando providências para a valorização dos Agentes Prisionais do Estado do Tocantins. O requerimento foi fruto das demandas apresentadas pelos próprios agentes em uma audiência pública que discutia o estatuto e as demandas da categoria.

“Estabelecer condições mínimas para os servidores que prestam esse serviço que oferece riscos é um requisito mínimo e essencial, o que reflete em todo o sistema, ou seja, garantirá a integridade física dos próprios servidores, dos presos e dos familiares que os visitam, conforme estabelecido em lei”, destacou Geo.

Demandas dos agentes penitenciários

No requerimento apresentado, constava a cobrança de providências quanto:

-Horas extras;

-Adicional noturno e de periculosidade;

-Reforma das Unidades Prisionais e aquisição de novos veículos;

-Construção de cozinhas adequadas e alojamentos com camas e colchões para uso dos agentes prisionais;

-Aquisição de armamentos e coletes balísticos para a segurança dos agentes;

-Concessão de transporte intermunicipal gratuito para fins de trabalho;

-Instalação de bebedouros nas unidades;

-Concessão de auxílio fardamento anual;

-Convocação dos 162 candidatos aprovados no último concurso que já fizeram o curso de formação;

-Pagamento de indenização de atividade penitenciária, em razão dos atendimentos jurídicos e de saúde feitos pelos agentes;

-Alimentação adequada, conforme as necessidades de saúde dos agentes;

-Pagamento do quinquênio no valor de 5%.

Fonte: DICOM/AL

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.