Sexta, 27 de Maio de 2022 22:25
63 98121-2858
Geral Geral

Para Eli Borges, decisão do STF sobre prisão em segunda instância foi casuísmo de poder

Para Eli Borges, decisão do STF sobre prisão em segunda instância foi casuísmo de poder

13/11/2019 10h26 Atualizada há 3 anos
Por: Deborah Sena
Para Eli Borges, decisão do STF sobre prisão em segunda instância foi casuísmo de poder

As repercussões a respeito da prisão em segunda instância, agora em discussão na Câmara dos deputados, não param de ganhar a internet. Dessa vez, foi o deputado Eli Borges (SD) que deu sua opinião através das redes sociais. Direto da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, o parlamentar afirmou, em um vídeo, que “defende com veemência” a aprovação da PEC que, se aprovada, pode retornar o ex presidente Lula à prisão. 

O deputado argumenta que 193 países têm o entendimento pela prisão em primeira e segunda instância e que esse foi também o entendimento do STF em 2016. De acordo com ele, a defesa da PEC é o sentimento de “mais de 70% da população brasileira” e a decisão do Supremo foi um gesto de “casuísmo de poder, que não representa a sociedade” e não pode interromper “a onda moralizadora”.

Assista:  

https://www.instagram.com/p/B4xt1B_jpHU/
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.