Segunda, 15 de Agosto de 2022 06:18
63 98121-2858
Geral Geral

Desemprego volta a registrar queda no trimestre e alcança menor índice desde 2016

Desemprego volta a registrar queda no trimestre e alcança menor índice desde 2016

27/12/2019 17h40 Atualizada há 3 anos
Por: Redação
Desemprego volta a registrar queda no trimestre e alcança menor índice desde 2016

A taxa de desemprego no Brasil voltou a cair no trimestre encerrado em novembro de 2019. O bom desempenho do comércio contribuiu para a queda de 0,7 ponto percentual na taxa, que ficou em 11,2% no trimestre. É a maior redução da série histórica, que se iguala ao trimestre encerrado em agosto de 2017 (-0,7 p.p). Com crescimento de 0,8%, a população ocupada chega ao recorde de 94,4 milhões de pessoas. Os dados são da PNAD Contínua de novembro, divulgada hoje pelo IBGE.

Em relação ao trimestre anterior, foram cerca de 785 mil pessoas ocupadas a mais no mercado de trabalho. No setor do Comércio, a ocupação cresceu 1,8%, o que corresponde a 338 mil postos de trabalho gerados. Em segundo lugar ficou o setor de Alojamento e alimentação, com mais 204 mil ocupados, seguido por Construção, com 180 mil vagas.

A queda na taxa de desemprego foi acompanhada por aumento de 1,1% na geração de empregos com carteira de trabalho, o maior crescimento desde o trimestre encerrado em maio de 2014. Foram 378 mil pessoas a mais com carteira, totalizando 33,4 milhões de trabalhadores nessa categoria. No confronto com o trimestre de setembro a novembro de 2018, houve expansão de 1,6% (acréscimo de 516 mil pessoas).

A melhoria da carteira, no entanto, tem sido acompanhada pelo crescimento nos indicadores de informalidade. Por exemplo, foi registrado no trimestre crescimento de 1,2% dos trabalhadores por conta própria, ou seja, mais 303 mil pessoas se juntando ao contingente de 24,6 milhões de pessoas nessa posição. Com isso, a população ocupada informal atingiu 38,8 milhões de pessoas.

Fonte: IBGE

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.