Sexta, 20 de Maio de 2022 21:20
63 98121-2858
Geral Geral

CGU combate desvios na aquisição de alimentos para merenda no Mato Grosso do Sul

CGU combate desvios na aquisição de alimentos para merenda no Mato Grosso do Sul

06/02/2020 16h38 Atualizada há 2 anos
Por: Pablo Carvalho
CGU combate desvios na aquisição de alimentos para merenda no Mato Grosso do Sul

A Controladoria-Geral da União (CGU) participa, nesta quinta-feira (6), em Mato Grosso do Sul, da Operação Tembi'u. O trabalho é realizado em parceria com a Polícia Federal (PF). O objetivo é desarticular uma organização criminosa especializada em desviar recursos destinados ao Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) em Ponta Porã (MS) e em Amambaí (MS). 

Constatações 

As apurações tiveram início a partir de denúncias de irregularidades na Secretaria de Educação de Ponta Porã (MS). Em trabalhos de fiscalização, auditores da CGU detectaram conluio entre empresas e servidores públicos, com a finalidade de fraudar procedimentos licitatórios para aquisição de gêneros alimentícios para a merenda de alunos da rede municipal de ensino. A mesma situação foi verificada em Amambaí (MS). 

Os contratos sob investigação totalizam R$ 14.455.315,94. O valor do montante desviado será devidamente calculado no decorrer da apuração pelas autoridades competentes. 

Impacto Social 

As irregularidades praticadas com recursos do PNAE têm potencial impacto, quantitativa e qualitativamente, na prestação de serviços de educação à população, principalmente a de baixa renda, que muitas vezes tem na “merenda escolar” sua única fonte de alimentação diária. Assim, fraudes influenciam negativamente os resultados das ações governamentais e levam à degradação dos indicadores sociais.  

Segundo dados divulgados pela Secretaria Estadual de Educação do Mato Grosso do Sul, havia, em 2017, aproximadamente 5,8 mil alunos matriculados na educação infantil e no ensino fundamental em Amambai (MS) e 11,5 mil em Ponta Porã (MS). Portanto, desvios em área tão estratégica, como é a educação, têm a capacidade de afetar diretamente o desenvolvimento de jovens, com consequências que podem ser sentidas por toda a sociedade. 

Diligências

A Operação Tembi'u consiste no cumprimento de 28 mandados de busca e apreensão em residências, sedes de empresas e órgãos públicos, sendo 18 em Ponta Porã (MS) e 10 em Amambai (MS). O trabalho conta com a participação de sete auditores da CGU e de 50 policiais federais. 

A CGU, por meio da Ouvidoria-Geral da União (OGU), mantém um canal para o recebimento de denúncias. Quem tiver informações sobre esta operação ou sobre quaisquer outras irregularidades, pode enviá-las por meio de formulário eletrônico. A denúncia pode ser anônima, para isso, basta escolher a opção “Não identificado”.

Fonte: Controladoria-Geral da União

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.